domingo, 19 de outubro de 2014

Espaço da letra

Hoje escrevo até o fim da linha.
Avanço os fins da margem direita
porque o canhoto começo me atrai.
A letra ganha ares de espaço.

O papel é a consciência minha.
Desbravo a incônscia faceira
porque pouco mais me distrai.
A letra ganha ares de espaço.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Digite seu e-mail aqui para receber atualizações do Descaradamasio. A média é uma postagem semanal.