terça-feira, 29 de julho de 2014

Pupila em amorização

“Não faça com que a pressa de colher estrague o seu momento de plantar”
(Pierre Teilhard de Chardin)

o que há por vocacionar
nos arredores da canção
da vida de homem são?

o que o monge sabe ler
se une o múltiplo verso
raso ante o incomplexo?

há tanto que ver no ar,
mas pouca pupila pra
um vento que assopra

ardente a amorizar o ser
direções várias a quê?
a ti, doce alma que lê!

Nota: Dedicado aos Seres do "Encontro de estudos e diálogos ao redor de Pierre Teilhard de Chardin e outros pensadores humanistas", na Fraternidade da Anunciação - Mosteiro da Anunciação do Senhor, Cidade de Goiás. JD, 29/07/2014.

2 comentários:

  1. Caro amigo

    Às vezes as palavras
    se escondem em nossas vidas.
    Então,
    saímos em busca de inspiração
    nos lugares onde a amizade
    se faz preciosa,
    (lugares como este)
    pois são os amigos
    que guardam as melhores
    palavras de nossa vida,
    para nos devolver e inspirar
    quando estivermos distantes
    de nós mesmos...

    Obrigado por sua generosa amizade...

    ResponderExcluir
  2. Grande Aluisio! Obrigado a você pelo coment e pela amizade, energia e atenção que dedica sempre.

    ResponderExcluir

Digite seu e-mail aqui para receber atualizações do Descaradamasio. A média é uma postagem semanal.