sexta-feira, 11 de julho de 2014

Chegar não é preciso, veja o horizonte!

Logo chegaremos
O horizonte é lindo
Chegar nem é preciso

Veja o que seremos
Serene, estamos indo
Bradar o escolhido

Convém que oremos
A pés contados do recinto
Onde mora o objetivo

O que sempre quisemos
Abre e constrói o caminho
O fim é bem-vindo?

O pulso que somos
no tempo, eu sinto,
é chegada onde fico

Contemplar o que fomos
Para onde nos vejo indo
Horizonte preciso

Chegar não é preciso
Veja o horizonte!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Digite seu e-mail aqui para receber atualizações do Descaradamasio. A média é uma postagem semanal.