sábado, 18 de agosto de 2012

Preço dos suspiros

É o precipício
em que nunca
caio.

É o preço do hospício:
eu aqui quieto,
louco.

É o princípio tão
cristão.
Ou nem tanto.

É o suspiro
do desejo que
não há paz.

É o almejo
ameno
sem preço.

É meu salto
de precipício
em precipício.

É algo alto,
meu voo
até o próximo abismo.

É o terno
charmoso que te
conquista.

É seu chão e
eu pulo por cima.
até o próximo precipício,
que tem o preço
dos suspiros.

Um comentário:

  1. Caro amigo

    As palavras
    que trazem em si,
    perfume de vida,
    escrevem e se reescrevem
    no olhar de quem as lê.

    A amizade é o templo
    da alegria.
    E que assim seja
    para sempre em sua vida.

    Aluísio Cavalcante Jr.

    ResponderExcluir

Digite seu e-mail aqui para receber atualizações do Descaradamasio. A média é uma postagem semanal.