quarta-feira, 4 de julho de 2012

Gato preto

Estava a caminhar pelas ruas... ruas de qualquer lugar. Irrelevemos. ...e tropecei depois de cruzar passos com quem vinha na perpendicular.

Mamonas catadas, reconheci a piscadela avermelhada do semáforo. Lá fora da casa da Índia Ferente, aplaudi otário o malabarista solitário empunhando seus trocados.

Atravessei a rua, pela faixa, bom moço que sou, alegre com meu livro e minha bíblia sob a axila... cadê? Caiu. O sinal abriu. Caiu. Virei o pescoço (caiu) e vi atropelado meu livro novo, encapado com o plástico da loja de conveniências. Quanta inconveniência!

Antes de sentar no chão e chorar, bebê que aprendi a ser, lembrei dos passos cruzados com outrem - o cara do título por vias da segunda linha.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Digite seu e-mail aqui para receber atualizações do Descaradamasio. A média é uma postagem semanal.