segunda-feira, 7 de maio de 2012

O domingo do Bananada 2012

Dom Casamata: instrumental comandando
O instrumental tem aparecido com mais força. E tem surpreendido na qualidade. Exemplo disso é o som que Dom Casamata (GO) e Aeromoças e Tenistas Russas (SP) mandaram no domingo, 6 de maio, no Bananada 2012, no Centro Cultural da UFG.

Forgotten Boys: as primeiras rodinhas
Entre os dois, Red Boots (RN) tocou. É, simplesmente, guitar and drumm. São meio loucos. O baterista não quer saber de outra coisa se não espancar seu instrumento. O vocalista é ininterpretável. Doido. Mete a mão na guitarra, joga para o lado, maltrata a coitada. Enquanto faziam seu som, mandaram bem. Só não adiantava tentar falar. Falava enrolado. O cara é do tipo drogado por natureza. Tipo: "êeeesultmusga" significa: "Esta é a última música".

Violins é a melhor banda, repito. Musicalmente, poeticamente e tudo que tem haver com a mente. Todo mundo cantou junto e todos esperavam mais músicas. Os pedidos nunca acabam no show do Violins. Público bem fiel, sempre.
Black Drawing Chalks: sem dúvida os que comandaram a noite

White Denim: os carinhas do EUA - sou mais os GO
Mas a noite, pra mim, foi do Black Drawing Chalks. Forgotten Boys abriu o show provocando algumas rodinhas animadinhas, mas bem leves. Quando BDC subiu ao palco, triplicou o peso real de suas músicas e simplesmente detonaram. Os caras já voaram para todo canto com o "Life Is a Big Holiday for Us" e, finalmente, anunciaram disco novo por ai. Mas ninguém quis saber de mais nada, o que importava era as rodinhas intermináveis. Até então estava com alguma dor na coluna por ficar em pé parado muito tempo (to ficando velho). As rodinhas massagearam e resolveram o problema.

White Denim foi a última. Tão aclamada por todos, mas, sinceramente, ainda mais depois do BDC... a banda do EUA não me atrai quase nada. São bons, músicas legais e só.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Digite seu e-mail aqui para receber atualizações do Descaradamasio. A média é uma postagem semanal.