quarta-feira, 7 de março de 2012

Ah... as mulheres!


Já foi chamada de Amélia.
Ela é aquela que a tudo arrumava
e, de costume, esquecia-se dela
...sempre a última a sair.

Já foi chamada de “o outro”.
Os lacanianos a viram ser “um” também,
transcendendo o valor de ouro,
já foi até santa! Amém.

Já foi chamada de balzaquiana
incompreendida, é forte e ama.
Mesmo pós-letras-de-funk,
aos 30, segue bem e além.

Já foi escrava dominada
sem voto e sem pátria.
Hoje comanda o país e é feliz
Guarda a vez de bela, toda ela, todas elas...
Ah... as mulheres!

Por João Damasio, publicado originalmente na Revistron / março.

2 comentários:

  1. Ah... João Damásio, como é bonita e sofrida a história de luta das mulheres neste país! E como é bom ver um jovem como você: lindo, maduro, inteligente, brilhante em tudo o que faz, reconhecendo o valor de nossa história! Um salve especial para todas as mulheres deste país!!!

    ResponderExcluir
  2. Esse poema me lembra a música Mulheres de Atenas de Ney Matogrosso.

    Ainda existem muitas Amélias e outras tantas com competência para tal.

    ResponderExcluir

Digite seu e-mail aqui para receber atualizações do Descaradamasio. A média é uma postagem semanal.