sexta-feira, 13 de maio de 2011

RESUMÃO da Água Contida da semana

Muito ocorre no mundo, muito me ocupa. Não sei nem com que tempo você, amigo, está conseguindo ler-me agora. Escrever é um ritual. Só através deste rito, me atiro para novo retiro. Cada assunto precisa ser escrito ou falado. É a única forma de fazer com que “seja passado” todo trauma, todo papo, toda alegria congestionada - que também é doença. Então, o Descaradamasio chegou. Ele escreverá o RESUMÃO sobre tudo que rolou nos bate-papos onde estive e tudo que eu vi por ai e deu vontade de falar.
Na verdade faço uma salada mista de textos. Descaradamasio, assuma a posição...
-------------------------------------------
“Abraçar o mundo” é a expressão mais repetida nos últimos dias. Sabe o que é querer tudo? Fazer tudo? E o pior, sentir que não fez nada? Faz parte... Ainda bem que tenho como querer tudo. Dizer “não” é ofensa contra mim mesmo. Se eu digo não a alguma oportunidade nova que me aparece, por mais irrelevante que seja, sinto-me culpado. Então, porque dizer não? O dia terminará, tudo vai passar. Isso garante o jeito de lidar com o ato de abraçar o mundo e nem conseguir encontrar os dedos no final das contas. Na verdade, talvez eu esteja de braços cruzados sem ver.

Voluntariado
Quer ser voluntário? Não seja otário. Se estiver pensando nisso, simplesmente porque enriquece seu currículo, esqueça! Se quiser porque é apaixonado por uma causa, tome por regra: voluntariado não é obrigação até você assumi-la como tal.
Nada mais prazeroso que doar-se. Ser útil a algo realmente útil. E saber que isso não é comércio. Saiba mediar-se. 
Acaba, então, agora, meu prólogo interno. Sim, todos estes conselhos são para mim, que me dedico (e já me dediquei bem mais) à inúmeros trabalhos voluntários.

Casamento gay?
O povo é muito sensacionalista e extremista. Ouço dizer de um lado: “Quero ver quê que o mundo vai virar quando só existirem gays”; e do outro: “Agora sim, temos nossos direitos, somos iguais a todo mundo”. Tudo balela, na minha opinião. Nesta discussão, não entrarei no mérito das grandes discussões filosóficas, religiosas, políticas... enfim, é um campo aberto a muitas áreas da moral ao direito.
Só gostaria que fosse claro à todos que a lei humana é tão falha e retardada que somente lhe cabe acompanhar o que já existe. Não haverá mais liberdade para os gays, não acabará o mundo por uma coisa num papel escrito e dito como lei. Se sou a favor? Respondo com uma pergunta: Porque não assumir algo que já existe? Legalizar os casamentos gays só quer dizer: é verdade, somos o mínimo inteligentes para assumir que as coisas são como são. Não é por proibições, permissões ou leis que se muda nada. Se você é contra a união homossexual por uma questão religiosa, por exemplo, tudo bem, todos temos o direito de opinar, mas lute por sua opinião por outros meios que não o da proibição. E lembre-se, religioso (como eu também me considero) que o mandamento cristão diz: “não julgueis”. Essa palavra encerra esse quesito. Somos todos irmãos.
Para relaxar nesta questão, quem quiser e curtir um rock, veja “Comum de dois”.


“A Trupe delirante”
Para terminar alegremente... eu assisti a primeira entrevista do Orkut Ao Vivo com a Pitty, vi a apresentação do novo DVD e já comprei na pré-venda. Até semana que vem, chega a “A Trupe Delirante no Circo Voador”. Com regravações espetaculares, incluindo “Se você pensa” do Robertão, e inéditas, como “Comum de dois”. E supersingles como “Me adora”, e um público delirante, me senti no próprio show. Agora só aguardo apresentações da banda em Goiás. Pô, já faz maior tempão que não os vejo. Só ver essa trupe delirante já me lava a alma, mesmo que pelo YouTube. DVD inteiro no canal oficial:

Convergência das mídias
Ainda do lançamento do DVD “A Trupe Delirante no Circo Voador”, tirei mais um assunto. Que coisa impressionante ver a convergência midiática acontecendo normalmente e espontaneamente.
A Pitty lançou seu DVD online, no Orkut Ao Vivo, com integração com o YouTube, sendo que, depois de uma entrevista de meia hora no Orkut, o álbum seria apresentado no YouTube. E, durante a programação, incentivava-se o envio de perguntas pelo Twitter e não por algum fórum no próprio Orkut. Isso não é legal demais?
E ainda perguntam porque eu não gosto de assistir tevê.

Parabéns se você está lendo até aqui! Com tanto assunto ai, algum deles você vai comentar, né?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Digite seu e-mail aqui para receber atualizações do Descaradamasio. A média é uma postagem semanal.