sexta-feira, 16 de julho de 2010

Diagnóstico - Maíra Lourenço Cruvinel


















Ficha

Paciente: Maíra Lourenço Cruvinel.

Perfil: http://www.orkut.com.br/Main#Profile?uid=15908310045892888489

Idade: 17 anos.

Cidade: Goiânia / GO.

Ocupação: Estudante.

Restrições apresentadas: Alergia a comida de gente e preguiça de ler e-mails.

Prescrições: Ler e-mails e comer comida de gente ao menos uma vez na semana.


Diagnóstico rápido: Poço de espontaneidade.

Diagnóstico completo (para quem ousa entender):

Frívolos lances de insônia nesta madrugada obrigam-me a esboçar as sensações prioritárias causadas por este ser especial. Diante de memórias sopradas à minha alma percebo o que me atrai na Srta. Maíra, confiro para afirmar que esta pode ser chamada de Poço de espontaneidade.

Acato platonicamente a amizade que doma “eu” espírito diante da moça que, com sua espontaneidade, em segundos é capaz de provocar sentimento causal de confiança em quaisquer seres humanos, do matuto setentista ao discípulo de Pan, do solo artista solitário ao papagaioso machão egocêntrico.

Maíra parece habitar um mundo que sabe adaptar as várias conexões que deve fazer. O protótipo de ser perfeito que parece ainda não ousar chamar a atenção, mas.

Endossa características vis e torna-as fascinantes e adocicadas como se magia fosse feita, nostalgia aceita, deleita. Destaco ainda quão tosca é a tez da menina espontânea que transparece irrestritamente o valor do que é dionisíaco ou narcisista e que ainda mescla tudo e um tom a mais do que se pode obter entre o escuro e o claro, unificando a aparente complexidade dos multifacetados.

Eis a dama protagonista do ideal probatório humano. Todorov ficaria surpreso diante da casualidade do constante clímax que é Maíra Cruvinel no conto da vida de cada um que consegue enxergar algo acima da apnéia terrestre desumana e sente o pulso cordial da transição mundana.

Com a palavra os “pimo lá da laje” (para quem não entendeu ainda):

Velho, a Maíra é demais! É das pima mais descolada pra escutar e botar moral nos teu lance, entendeu? Neguin que fala demais ou de menos, que é das gang ou dos santin, tudo tem vez pra virar amigo da pima!

E o pior é que ela é igualzin padre, ouve as confissão de todo mundo e pra isto nem precisa mais que um dia de churrasquin na casa do pai gente boa dela, se tu quer rir ela da gargalhadas se tu quer chorar a girl vira emo rapá, é tudo na maió harmonia, ta entendendo?

Maíra é muito mais que essa coca-cola toda, amiga que sabe te entender e se não te entende não força a barra, mas confia no que tu ta passando e da firmeza na hora que tu precisa, é isso mano, amo muito tudo isto, nem precisa ser no Mequidonaldis não, falou? Pode ser até no PitDog.

Depoimento:

A Maíra para mim é um mundo paralelo sem restrições. Mundo paralelo que me esquiva do planeta do rato que corre na roda. A única amiga a que me sinto bem para rir como eu quero e chorar quando preciso, mesmo que por razões toscas ou imbecis. Sabe quando não sente a necessidade de murchar a barriga ou limpar o suor da testa ou arrumar direito a camisa porque ta mostrando um pouco das banhas na barriga? Pois é... Sinto-me à vontade para mandar o mundo explodir e nós continuaremos dançando, dançando. Dançando. Talvez a primeira amizade em que me envolva tão fortemente que os medos foram expurgados e as malícias banidas, percebi isto a pouco quando parei para pensar. Para escrever tudo com sinceridade, tive que abstrair e imaginar que ninguém iria ler, nem eu... talvez só a Maíra pudesse ler.

Observações finais: A intenção desta página não é produzir textos tão sentimentais. Eles devem ser mais analíticos que opinativos (ou não), mas para abrir a seção, bateu uma insônia da po*** hoje e meu olho resolveu pular de repente para o papel e se transformou em letras. Efeito Maíra Cruvinel.

3 comentários:

  1. Pois é amigo, a primeira leitura, fizemos eu e o Giivago, rsrs... portanto, já não há como esconder o que tens guardado no coração! Mesmo que a intenção não seja mesmo essa.

    A Maira é muito disto que vc relatou... e muito daquilo que ainda queria acrescentar, rsrs.... um dia, talvez tenha a oportunidade de fazer algo parecido... ela merece!

    Abraços,
    Diogo

    ResponderExcluir
  2. João, vc será um excelente jornalista, porque não é um mero escrevente... É um escritor de mão cheia, sabe transformar as palavras em qualquer coisa, inclusive em declarações belíssimas de amizade como esta que acabei de ler.

    Conviver com a Maira pra mim é uma "faca de dois legumes" rsrs... hora quero matá-la, mas em outros momentos ela é tudo isso que você falou aí...

    Parabéns pelo texto!

    ResponderExcluir
  3. Meu Amigo, que coisa, rs.

    Primeiramente parabéns pelo blog, ainda estou meio perdido são muitas as novidades, rs. Mas ficou ótimo, assim pelo que percebi até agora, pode-se ler tudo feito por ti num unico endereço.

    Quanto a Maíra... Será que ela já leu isso? Bem, concordo contigo, ela é tudo isso mesmo.

    Abraços.

    ResponderExcluir

Digite seu e-mail aqui para receber atualizações do Descaradamasio. A média é uma postagem semanal.