sexta-feira, 16 de julho de 2010

Fumaça e Neblina¹

A fumaça logo chega
Sinal de fogo
Ou de neblina no olho
O mundo quase explode
E eu olhando meu pacote
Olhe para frente
Corra, questione e sorria
A fumaça não está mais aqui
Talvez meus olhos não a tenham percebido
Sono bate
Arremata cheque-mate
Sonho a parte
Sem fumaça, nem fogo
Neblina?
Esfrego os olhos
A imagem continua turva.

¹ Poesia elaborada por João Damasio utilizando figuras de linguagem na disciplina de Língua Portuguesa no curso de Jornalismo da Faculdade Araguaia.

Um comentário:

  1. Belas palavras num contexto próprio.
    Conseguiu tocar nos retiros da minha mente.
    Parabéns amigo por tamanha criatividade!
    Abrs
    Giivago

    ResponderExcluir

Digite seu e-mail aqui para receber atualizações do Descaradamasio. A média é uma postagem semanal.