quinta-feira, 29 de julho de 2010

Dubon sen sukero

Dubon sen sukero

Jen mian duban,

Duban pri amo.

Voĵaĝas kun besjoj,

Veturas en la astroj,

Amis la luno kaj la suno.

Amas vi, mia belaj virino.

Jen mia demanda,

Demanda pri amo.

Ĉu mi vin amas?

Kuras al la domo,

Venas ĝis tie

Pro ne rememorigi la dubon.

Faras ĉiu por forgesi vi.

Hodiaŭ.


Poesia de um aprendiz en Esperanto.



Tradução para o português:

Dúvida sem doce

Eis minha dúvida,

Dúvida sobre amor.

Viajo com animais,

Ando nos astros,

Amei a lua e o sol.

Amo você, minha bela mulher.

Eis minha pergunta,

Pergunta sobre amor.

Nós nos gostamos?

Corro para casa,

Vou para lá

Para não relembrar a dúvida

Faço tudo para esquecer você.

Hoje.

Um comentário:

  1. O abismo permitido pelos astros, nos guia.
    O amor é o suprimento da essência humana.
    Como você toca a alma feminina.

    Silvia

    ResponderExcluir

Digite seu e-mail aqui para receber atualizações do Descaradamasio. A média é uma postagem semanal.